É muito importante saber qual a prancha certa para surfar. Dependendo do pico em que você surfa, das condições do mar e do seu nível de surf, existe uma prancha de surf específica que vai te ajudar muito a pegar as ondas. Neste texto, mostraremos 6 tipos de prancha de surf e suas respectivas características, para que você caia na água com o melhor equipamento possível! Bora remar?

Dimensões da Prancha de Surf

Para começar, precisamos entender um pouco a respeito das dimensões da prancha de surf e como elas moldam suas características. Basicamente, uma prancha é medida pelo comprimento, pela largura e pela espessura, e essas três qualidades formam o volume. As medidas são feitas em pés e polegadas.

1 polegada = 2,54 cm

1 pé = 12 polegadas (1’ = 12’ ’)

Comprimento

O comprimento de uma prancha de surf afeta principalmente a capacidade de fazer manobras e o controle. Quanto mais longa a prancha, mais difícil de fazer mudanças fortes de direção. Por outro lado, um comprimento maior dá mais estabilidade ao surfista.

Largura

A largura também é um componente fundamental da performance de uma prancha de surf. Pranchas mais estreitas são mais manobráveis e permitem ao surfista fazer curvas de arcos menores. Porém, elas também boiam menos, ficam menos em contato com a superfície. Isso exige que o surfista tenha um grau elevado de habilidade para manter a velocidade da prancha, fazendo ela permanecer na superfície.

Pranchas de surf mais largas boiam mais, pois têm uma área maior de contato com a água, mas não facilitam muito na hora de fazer movimentos mais explosivos.

Espessura

A espessura de uma prancha de surf condiciona a flutuação, a velocidade e o controle. Quanto mais grossa a prancha, mais ela boia, exigindo menos força do surfista durante as remadas, e possibilitando a conexão entre o final de uma onda e o começo de outra que está próxima. Ela também dá mais estabilidade ao surfista, porque absorve mais os impactos na água.

Assim como acontece com a largura e o comprimento, uma prancha de surf mais espessa dificulta a execução de manobras.

Volume

Também conhecido como litragem, o volume de uma prancha de surf é medido em litros. Essa característica ganhou importância recentemente, com a chegada dos softwares de design de pranchas. Um volume maior dá mais estabilidade e ajuda muito nas remadas, facilitando a entrada na onda. Pranchas muito volumosas, porém, acabam dificultando as mudanças de direção. Isso acontece pelo fato de serem menos ágeis, em razão da grande flutuabilidade.

Agora que você já entendeu bem como funcionam as dimensões da prancha, vamos falar sobre os tipos? Vem com a gente!

1.   Longboard (9 a 12 pés)

A Longboard é a prancha de surf do início de tudo. Quando o surf começou a se propagar pelo mundo, predominavam essas pranchas maiores. Mas se engana quem acha que as Longboards estão fora de moda! Elas dão tamanha estabilidade ao surfista que permitem um estilo de surf único: suave e muito elegante. Também é possível surfar em alta performance com a longboard, tanto é que existe um circuito da WSL voltado a essa modalidade.

A Longboard é uma prancha ótima para quem está começando. Essa prancha de surf dá confiança ao surfista iniciante, pois lhe dá mais tempo para formar a base. A Longboard absorve os impactos das ondas, e faz com que o surfista mergulhe nessa experiência de forma gradual, assimilando pouco a pouco as inúmeras variáveis existentes na hora de surfar.

São ideais para ondas mais longas e cheias. Nos modelos mais clássicos de Longboard, o fundo é pouco curvado (chamado de fundo “flat”). Isso dá tanta segurança que permite ao surfista andar sobre a prancha, tornando o surf clássico ainda mais estiloso.

O surf com a Longboard oferece uma infinidade de manobras a quem já desenvolveu bastante as técnicas. É possível fazer movimentos próprios da Longboard, como o “Hang Five” (posicionar um pé na frente da prancha e esticar o outro, mantendo-o no ar), o “Hang Ten” (posicionar os dois pés na frente da prancha) e os passos cruzados.

Além disso, os surfistas que dominam essa prancha de surf com maestria são capazes até de realizar manobras típicas de pranchas menores!

2.   Shortboard ou Pranchinha (5 a 7 pés)

A Pranchinha é a usada pelos surfistas profissionais super famosos, nos maiores campeonatos de surf do mundo. Ela revolucionou o surf, passando a permitir aos surfistas movimentos mais radicais. É uma prancha de surf pequena e ágil, que facilita a execução de manobras.

Suas bordas são pouco espessas. Além de deixar a prancha mais leve, esse tipo de borda reduz a flutuação. Apesar de tirar a estabilidade e exigir muita força na remada, faz com que o surfista entre mais na onda, para fazer as famosas “rasgadas”.

Depois de um bom tempo de treino e do desenvolvimento das técnicas avançadas de surf, o surfista pode sentir a pranchinha em todo o seu potencial. Quando isso acontece, ela percorre a onda muito livremente, abrindo possibilidades para vários tipos de movimentos.

A Shortboard é bem versátil, adaptável a vários tipos de onda. Porém, por ser instável e não boiar tão facilmente, é uma prancha que exige um nível de surf avançado. Assim, a performance ideal da Shortboard acontece em ondas rápidas e fortes, que dão velocidade à prancha de surf.

3.   Funboard (6 a 8 pés)

A Funboard é uma prancha boa tanto para iniciantes com alguma experiência como para intermediários. Podemos dizer que é uma boa prancha de surf  para fazer a transição entre a Longboard e a Shortboard, pois combina as características de ambas.

Também conhecida como Malibu, a Funboard não é tão extensa quanto a Longboard, o que possibilita a introdução a algumas manobras. Ao mesmo tempo, ela é bastante espessa, propicia um bom volume. Esses atributos dão estabilidade ao surfista iniciante, para que ele tenha confiança ao pegar as primeiras ondas.

Por causa dessas características, a Funboard permite ao surfista realizar manobras sem muito esforço físico, diferentemente da Pranchinha, que exige um preparo maior. Outra vantagem da Funboard é a sua versatilidade, ou seja, a capacidade de se adaptar a um bom número de ondas.

4.   Fish (menos de 7 pés)

As pranchas Fish são ideais para ondas pequenas e médias, e podem ser um tipo de prancha excelente para surfistas de intermediários a avançados que estão buscando mais ousadia em suas manobras. Seu tamanho é intermediário entre a Funboard e a Shortboard. Sua característica mais marcante é a rabeta que normalmente é swallow (parecido com formato de rabo de peixe), além de serem mais largas e espessas que a Shortboard.

Essas características dão mais estabilidade ao surfista, em razão de um volume maior. Além disso, são pranchas mais rápidas, deslizando naturalmente pelas ondas. Por isso, essa prancha de surf é ideal para ondas que não são tão pequenas mas permitem que o surfista fique bastante tempo na onda.

5.   Evolution (6’4’’ a 6’11’’)

São pranchas de surf intermediárias entre a Shortboard e a Funboard. Elas são mais volumosas que a Pranchinha, garantindo ao surfista estabilidade e facilidade na remada. Porém, não são tão longas quanto a Funboard, possibilitando uma amplitude maior de manobras. O bico da Evolution se parece com o da Funboard, e a rabeta é mais semelhante à da Pranchinha.

É uma prancha bastante versátil, considerada um bom próximo passo para o surfista iniciante que quer experimentar coisas além da Funboard. A Evolution é mais uma etapa na transição gradual da Longboard para a Shortboard. Ela é um pouco mais próxima da Pranchinha, pois já possibilita uma gama maior de manobras a quem está trilhando o caminho do surf.

6.   Gun (7 a 12 pés)

A prancha Gun é uma prancha bem longa, estreita e com o bico extremamente pontudo. São pranchas de ondas grandes. Elas são estáveis e fáceis de remar, para que o surfista possa entrar rapidamente na onda. A estabilidade dessa prancha de surf é combinada com a velocidade. Essas duas características, juntas, permitem ao surfista encarar as ondas grandes com o controle necessário para se manter em pé.

Conhecida também como “Gunzeira” não é uma prancha de surf para iniciantes. Ela só não é mais radical do que as pranchas Tow-In, utilizadas no surf de ondas gigantes, como em Nazaré. Essa prática é feita com o auxílio de jet-skis.

Esses são os principais tipos de prancha de surf! Agora, você já tem uma boa ideia de qual delas melhor se encaixa com o seu estilo e nível de surf, e pode escolher melhor a sua prancha. Mas lembre-se que é muito importante receber o acompanhamento de profissionais. Surfistas mais experientes, técnicos e escolas de surf podem te ajudar muito na escolha do equipamento ideal para você pegar ondas inesquecíveis!

Pranchas de surf são incríveis, não é? Dá uma olhada na história delas! Você vai ficar ainda mais impressionado.

Gostou do texto? Quer receber mais informações e seguir mergulhando no mundo do surf? Siga a EasyDrop nas redes sociais e bora pegar onda!